A PRINCESA E O PLEBEU – 1953

0

TÍTULO ORIGINAL :- Roman Holiday

DIRETOR :- William Wyller

ELENCO :-
Gregory Peck (Joe Bradley)
Audrey Hepburn (Princesa Ann)
Eddie Albert (Irving Radovich)
Hartley Power (Sr. Hennessy)
Harcourt Williams (Embaixador)
Margaret Rawlings (Condessa Vereberg)
Tullio Carminati (General Provno)
Paolo Carlini (Mario Delani)
Claudio Ermelli (Giovanni)
Laura Solari (Secretária)
Alfredo Rizzo (Taxista)
Carlo Rizzo (Policial)
Gorella Gori (Vendedora de sapatos)
Heinz Hindrich (Dr. Bonnachoven)
Andrea Esterhazy (Funcionária da Embaixada)
Ugo Ballerini (Funcionário da Embaixada)
Helen Fondra (Condessa de Marstrand)
Patricia Varner (Professora)
Cesare Viori (Príncipe Istvan Nagyavaros)
Tania Weber (Francesca)

SINOPSE :-
Ao visitar Roma, Ann (Audrey Hepburn), uma princesa, resolve “passear” anonimamente e se envolve com Joe Bradley (Gregory Peck), um repórter que, ao reconhecê-la, tem a oportunidade de um “furo”, mas resolve por preservar Anne.

CURIOSIDADES :-
- O projeto de levar às telas de cinema A Princesa e o Plebeu inicialmente era do diretor Frank Capra, que tinha a intenção de colocar nos papéis principais do filme os atores Cary Grant e Elizabeth Taylor.

- O diretor William Wyler inicialmente queria que a atriz Jean Simmons interpretasse a Princesa Ann. Quando ele soube que Simmons não poderia atuar em A Princesa e o Plebeu Wyler chegou inclusive a cancelar temporariamente a produção do filme.

- Quando a cena em que a princesa se despede de Joe foi rodada, a atriz Audrey Hepburn não conseguia de maneira alguma derramar as lágrimas necessárias na cena. Após várias tomadas desperdiçadas, o diretor William Wyler reclamou com ela e fez com que Hepburn começasse a chorar. Somente após isto ocorrer a cena pôde ser rodada com sucesso.

- Após o término das filmagens, o ator Gregory Peck disse aos produtores que, como era bem provável que Audrey Hepburn fosse indicada ao Oscar por seu papel em A Princesa e o Plebeu, que seria melhor que o nome dela aparecesse logo após o título do filme.

- Na década de 70 chegou a ser proposta uma sequência para A Princesa e o Plebeu, que reuniria mais uma vez Audrey Hepburn e Gregory Peck. No filme Ann já seria uma rainha e Joe Bradley um romancista de sucesso, com a história central se passando entre seus filhos, que se apaixonariam. Porém, tal filme nunca chegou a sair do papel.

- A Princesa e o Plebeu foi refilmado para a TV americana em 1987.

PREMIAÇÕES :-
- Ganhou o Oscar 1954, nas categorias:
Melhor Atriz – Audrey Hepburn,
Melhor Figurino – Preto e Branco e
Melhor Roteiro – História Para Cinema.
- Indicado, nas categorias:
Melhor Filme,
Melhor Diretor,
Melhor Ator Coadjuvante – Eddie Albert,
Melhor Roteiro,
Melhor Montagem,
Melhor Direção de Arte – Preto e Branco e
Melhor Fotografia – Preto e Branco.

- Ganhou o Globo de Ouro 1954, na categoria:
Melhor Atriz – Drama – Audrey Hepburn.

- Ganhou o BAFTA 1954 na categoria:
Melhor Atriz Britânica – Audrey Hepburn.
- Indicado, nas categorias:
Melhor Filme e
Melhor Ator Estrangeiro -Gregory Peck e Eddie Albert.

Compartilhar.

Sobre autor

Deixe um comentário